//
Memorias de um Duplo

Memorias de um DuploMemorias de um Duplo é um Texto Bilíngue feito em tradução simultânea, Italiano/Português. A história narra um conflito de personalidade de um personagem, meio a lapsos de memória.
Se diz que a alma não é outra coisa se não a memória que deixamos as gerações futuras, uma espécie de espelho que usamos para olhar nos olhos de quem não está mais. Mas a memória é também um fio de Arianna que nos consente de não nos perdermos de nos mesmos em um mundo que deseja um “único” barulhento e comodo precipício.
A sonoridade da língua Italiana e da língua portuguesa preenchem a cena, além da trilha composta para o espetácolo.

com Giulio Valentini e Antonio Novaes
músico Antonio Novaes
texto de Giulio Valentini
direção: Giulio Valentini

BIVOLT é um dupla Italo-Brasileira formada po Giulio Valentini (autor/ator) e Antonio Novaes (músico/ator) em 2011 em Milão- Itália. Teatro e Música dialogam em cena mesclando as referencias nacionais de ambos. Estreando com o espetáculo “Soggetti Interdentali” de Giulio Valentini (2012) e apresentado se em diversas sala de Milão e Roma. O ultimo trabalho da dupla foi com o espetáculo “Il Prigioniero Numero 13. Tradimenti della lingua e del silenzio nelle prigioni siriane”, texto de Faraj Beiraqdar adaptaçao Giulio Valentini. (2013) no Tetro della Cooperativa de Milão. Como resultado dessa parceria bilíngue surge o nome do Grupo “BiVolt” e o mais recente trabalho Memorias de um Duplo, o qual será apresentado ao Fringe.

- Fringe Festival de Curitiba, Auditório Carteiro Osvaldo Teixeira 4/6 abril 2014
- Casa Amarela, Rua da Consolação, 1075 São Paulo.